Fundamentos de Team Building

A Transformação Digital nas empresas vem mudando diversos aspectos no trabalho. Um deles é a necessidade de trabalho em time, que aumentou consideravelmente nos últimos anos. Trabalho em time é essencial devido à alta complexidade do desenvolvimento de produtos digitais, alta demanda do negócio por novas funcionalidades, rápida adaptação ao mercado, alta qualidade, foco no usuário final, e compartilhamento de conhecimento.

O que é um time?

Para a formação de times, antes é necessário entender o que é um time e suas diferenças entre grupos, equipes e squads.

Um grupo é um conjunto de pessoas sem metas ou objetivos em comum. Cada pessoa possui suas tarefas individuais, tendo suas especialidades, sem necessidade de serem generalistas. Não há necessidade de comunicação ou alinhamento. E se houver, quem faz é um gerente ou chefe.

Uma equipe já possui algumas metas ou objetivos em comum. A comunicação ou alinhamento não é frequente, muito mais sob demanda ou projeto. Pode haver uma colaboração entre tarefas. O gerente ainda é o responsável pelas metas.

Em um time, todo trabalho é realizado por metas ou objetivos em comum. O time é composto por especialistas, onde ter generalistas é uma vantagem. A comunicação e alinhamento é constante, diário. O foco é na meta, independente das tarefas individuais.

Já uma squad é um time que se especializa numa missão por vez. Ou seja, há uma única meta onde todos se comunicam e se alinham constantemente para atingi-la. As pessoas são especialistas, com necessidade de também serem generalistas, assim podendo substituir ou colaborar nas atividades especializadas dos outros membros. A meta guia todo o trabalho da squad, tarefas individuais sempre fazem parte da missão final.

Comparação Grupo vs Equipes vs Times vs Squads:

GestãoComunicaçãoMetasTarefasAuto-organizaçãoEstabilidade
GrupoGerenteAtravés do gerenteRaramenteIndividuais, exclusivamenteNadaNão
EquipeGerenteAtravés do gerente e paresSob demandaIndividuais e compartilhadasParcialPouca
TimeLíderAtravés dos membrosDiversasCompartilhadas para atingir metasEssencialEstável
SquadLíderAtravés dos membrosÚnicaCompartilhadas para atingir uma única metaTotalPerene

Quais são as etapas na formação de um time?

Um grupo de pessoas com uma meta não se forma um time da noite para o dia. É para isso que líderes e agilistas entendem que é necessário realizar ações de Team Building.

Quando um time recém é formado, ele entra em confrontação interna, pelo fato que ainda não há regras normalizadas e entendimento entre o time. Após essa normatização, o time desempenha seu trabalho até que atinja seu final. Essa visão é como Tuckman explica com seu modelo: Forming (Formação), Storming (Confrontação), Norming (Normatização), Performing (Desempenho) e Adjourning (Dissolução). Vide essas etapas na imagem a seguir.

Formação de Times com Tuckman – Forming, Storming, Norming, Performing e Adjourning

Obviamente, essa formação não é linear. Ou seja, a cada mudança, o time entra nesse loop num estágio de efetividade diferente do inicial. Por essa razão um time deve estar sempre refletindo como se aprimorar. Mesmo a cada loop de Tuckman, o time provavelmente não será tão efetivo nas primeiras semanas ou meses.

Para construir um time, leva tempo. Por isso o modelo de Katzenbach and Smith explica que um grupo de trabalho, ao longo do tempo, pode se transformar primeiramente num pseudo-time com baixo desempenho, momento de Storming de Tuckman. Após, o time começa a fase Norming de Tuckman se tornando um time potencial ou real. Até então o time atingir um estado de alto desempenho. Veja no gráfico a seguir a evolução de um time através do modelo de Katzenbach and Smith.

Evolução de um time de alto desempenho por Katzenbach and Smith

O que é essencial para um time ser efetivo?

Quando se constrói um time, é importante ter ações direcionadas aos atributos essenciais para a efetividade de um time. Para isso, o Google realizou uma pesquisa com seus diversos times para identificar quais os componentes que são necessários para times efetivos. São cinco os atributos:

  1. Segurança psicológica. Neste time, podemos arriscar sem se sentir inseguro ou constrangido?
  2. Dependabilidade. Podemos contar uns com os outros e fazer um trabalho de alta qualidade no prazo?
  3. Estrutura e clareza. Objetivos, papéis e planos de execução são claros no nosso time?
  4. Significado do trabalho. Estamos trabalhando em algo que é pessoalmente importante para cada um de nós?
  5. Impacto do trabalho. Acreditamos fundamentalmente que o nosso trabalho interessa?

Entenda o momento do time

Para realizar a formação do time, entenda em qual passo o (futuro) time está. E para isso, utilize os cinco atributos essenciais para guiar as ações de Team Building. Fique atento aos próximos posts que serão publicados na sequência, onde apresentaremos dinâmicas e técnicas para a Construção de Times.

Leia o post sobre Icebreakers Remotos para Team Building em https://dionatanmoura.com/2022/02/02/icebreakers-remotos-para-team-building/

Icebreakers Remotos para Team Building

Icebreakers, ou Quebra-Gelos, são dinâmicas nas quais um grupo de pessoas realiza atividades diversificadas para ganhar ou recuperar energia e foco, para então seguirem a outras atividades fins. Alguns icebreakers também servem para team building, os quais apresentaremos neste post! Para entender um pouco mais sobre fundamentos da construção de um time, leia o post anterior.

Criando Conexões…

Tais dinâmicas de Team Building devem criar conexões entre as pessoas do time. Quanto mais conexões os membros do time possuírem, maior será a sinergia e o senso de time. Conexões as quais relacionadas tanto ao próprio trabalho, quanto pessoais.

Icebreakers

Apresentaremos a seguir alguns quebra-gelos simples e rápidos de serem aplicados, antes, durante ou depois de alguma reunião, workshop ou evento do time. Tudo isso podendo ser aplicado online.

Icebreaker: Uma Palavra!

Esse é um icebreaker super rápido, excelente como “aquecimento”. Cada membro do time diz uma palavra sobre o time. Pode ser uma expressão também (porém não uma frase). Diversas rodadas podem ser realizadas, visto que é uma dinâmica que leva cerca de um minuto (num grupo de até 10 pessoas).

Essa dinâmica pode variar, com tópicos sobre o produto que o time desenvolve, ou serviços que oferecem. Pode ser também sobre alguma entrega realizada, aprendizados do time, ou alguma reflexão. Busque sempre escolher tópicos positivos.

Icebreaker: Minha Coisa Favorita

Lembra sobre criar conexões entre os membros do time? Essa dinâmica já começa a criar laços pessoais entre o time. Imagina trabalhar ao lado de alguém que toca bateria, enquanto tu já teve uma banda de rock? Quanto assunto pode ter dali em diante… E quanta parceria e coleguismo construído por essas conexões. São muitos assuntos que podem se conectar.

Faça mais de uma rodada no time. Para auxiliar a ordem de cada um falar, é interessante ser pela ordem alfabética do primeiro nome de cada participante. Como facilitador, busque sempre o lado bom das conexões, criando um clima de positividade e respeito das coisas favoritas de cada um, por mais diferentes de todos. Mostre que é importante a diversidade de “coisas favoritas” e isso é o que também constrói um time efetivo.

Varie e inove na dinâmica. Deixe uma ou mais rodadas livres, onde outras pessoas também possam repetir a mesma coisa favorita. Após isso, coloque uma restrição que não pode repetir mais.

Ah, a “minha coisa favorita” é pizza italiana. ????

E numa segunda rodada seria: (posso repetir pizza? hehe).

E a sua coisa favorita?

Icebreaker: Minha Música Favorita

Essa dinâmica é similar à “minha coisa favorita”, mas sobre músicas. Há diversas variações nesta dinâmica. Cada pessoa pode dizer sua música favorita numa lista, ou as top 3 (às vezes é difícil dizer apenas uma música!). Assim o time já tem uma playlist para compartilhar músicas.

Outra variação desta dinâmica é cada pessoa colocar o som para tocar da música favorita, e então o time precisa adivinhar. Envolve a sonoridade da música, e já cria um clima mais leve no time.

Já adianto a minha: Black Sabbath – Planet Caravan.

E numa segunda rodada seria: Pink Floyd – Echoes.

E a sua música favorita?

Icebreaker: Postando Uma Foto

Cada membro posta ou mostra uma foto sobre algum momento, pessoas ou coisas que dizem a seu respeito. E então conta uma história ou explica o porquê de escolher aquela foto. É possível compartilhar a foto num grupo de trabalho ou numa pasta, ou quem sabe até mesmo compartilhar na tela do computador ou mostrar na câmera.

A foto pode ser tirada no momento também. Cada foto representa algo de valioso para a pessoa, criando conexões e memórias entre o time.

Qual foto você postaria agora para seu time?

Icebreaker: Fato Curioso Sobre Mim

Cada membro do time conta um fato curioso sobre si. Essa dinâmica já pode levar um tempo a mais, para dar tempo de perguntas, respostas e comentários sobre o fato. É importante que o facilitador cuide para que haja um clima leve de positividade, respeito e bem-humorado. Deixe o time fluir no assunto, mas busque sempre voltar à dinâmica.

O meu fato curioso é: pedalei 3.500km viajando pela Europa por quase três meses em 2017.

E o teu fato curioso, qual seria?

Icebreaker: Duas Verdades e Uma Mentira

Essa dinâmica possui algumas variações. Inove!

Primeiramente cada membro escreve duas verdades e uma mentira sobre si. Dê alguns minutos (3 a 5 min) para pensarem em algo interessante. Após, peça para que cada membro leia os três itens, e o restante do time precisa adivinhar quais são as verdades e qual é a mentira.

Outra variação está em dividir o time em dois subgrupos. Então os subgrupos se reúnem para escreverem duas verdades e uma mentira sobre cada membro, e elaboram uma estratégia em conjunto. Após, o outro grupo precisa adivinhar de quem é cada item, e se é mentira ou verdade.

A dinâmica se torna uma competição saudável, e a pontuação pode ser contabilizada também para aumentar a diversão.

Crie seu próprio icebreaker!

O que sugiro é experimentar alguns dos icebreakers acima, onde trazem uma base de criar conexões e vínculos tanto profissionais quanto pessoais entre os membros do time. Sempre com um clima de diversão e respeito. E então inove, modifique os icebreakers ou até crie seus próprios icebreakers.

Simple Backlog Prioritization Formula

Simple Backlog Prioritization Formula

I’ve created few years ago to prioritize product backlog, from epic level to user stories. It can be used on Backlog Refinement, Backlog Prioritization, Product Inception or even Design Thinking workshops.

Simple Backlog Prioritization Formula Spreadsheet

Download the Excel file here, or copy the Google Sheet from here.