Ambiente produtivo

Como seu ambiente de estudos ou trabalho lhe ajuda a produzir suas tarefas? Nele, você consegue se concentrar e manter a produtividade?

A vantagem de ter um ambiente produtivo específico é que você possa produzir com foco por mais tempo. A ergonomia de sua mesa e de sua cadeira é importante para não gerar desconfortos que, mais adiante, atrapalharão na sua produtividade.

Escolha o melhor local para estudar ou trabalhar, e trate-o como um templo sagrado da produtividade, um lugar especial para desenvolver suas atividades. Caso não se tenha escolha, adapte o melhor possível. Se for preciso, invista nele com a infraestrutura necessária para sua produtividade.

Por exemplo uma cadeira confortável que não se canse facilmente ao ficar sentado, ou uma mesa que não dê dores nos braços e ombros. Alexandre Meirelles, em seu livro Como estudar para concursos, fala que é preciso organizar o ambiente de estudo para poder ter produtividade e passar em concursos.

Ter um ambiente produtivo com um conforto físico mínimo é importante para realizar as tarefas com concentração e organização. Imagem de Markus Spiske, sob a licença Attribution 2.0 Generic (CC BY 2.0).

“Mesa barata, cadeira agradável” (Cheap Desk, Nice Chair) é uma dica do Kent Beck (2002), um dos programadores de software mais famosos do mundo, em seu livro Desenvolvimento Guiado por Testes. A dica é para os programadores, que passam bastante tempo por dia sentados e concentrados escrevendo código no computador.

Ele defende que não é possível programar se as costas doem, além de que existem organizações que gastam uma grande quantia de dinheiro por mês em um time de programadores e não gastam em cadeiras decentes. A solução está em economizar na mesa, mas não na cadeira. Também deixando espaço livre ao redor do teclado, além de disponibilizar os melhores computadores para os programadores, pois utilizam softwares que exigem bastante processamento e memória do computador.

Dicas para ter um ambiente mais produtivo

Seguem algumas dicas para criar ou tornar seu ambiente mais produtivo:

  • Tenha uma cadeira boa e confortável. Esse é um dos requisitos básicos para quem vai, por dias, meses ou anos, passar dezenas, centenas ou até milhares de horas sentado buscando o foco em suas tarefas. A cadeira precisa ter regulagem de altura, um bom estofado, um bom encosto para as costas e braços laterais. Caso não tenha algum desses itens, fará falta de alguma forma ao longo do tempo. Trate isso como um investimento para você, seu trabalho e seus estudos. É um bom adicional se a cadeira for inclinável e giratória.
  • Tenha uma mesa na altura apropriada, nem alta nem baixa. Use a cadeira com regulagem de altura para ajustar-se com a altura da mesa. Deixe espaço livre em sua mesa.
  • Caso utilize um computador para estudos ou trabalho, busque possuir um que seja suficientemente rápido para suas tarefas. Tenha um monitor de um bom tamanho, que não fique nem muito longe nem muito perto de você. É preciso ter um teclado de fácil digitação. Um mouse com três ou cinco botões são mais produtivos: o botão do meio é para rolagem e serve para clicar também, os botões laterais servem para navegação em pastas e em páginas na internet. Usar atalhos do sistema operacional e dos aplicativos ajuda a economizar um bom tempo.
  • Concentre-se em locais silenciosos. Você pode ouvir música, desde que não seja alta, que não lhe agite e nem desvie a atenção. Caso você não tenha outra opção de ambiente, você pode usar protetor auditivo (abafador de ruído ou tampões de ouvido). Fones de ouvido intra-auriculares ajudam bastante a abafar ruídos, além de poder tocar música (veja mais na seção deste capítulo sobre manter o foco com a música).
  • Caso seus olhos estejam cansando facilmente e talvez lhe causando dor de cabeça, procure um oftalmologista. Talvez você precise usar óculos, nem que seja um de descanso. Eu uso óculos de descanso com um baixo grau de aumento, que foi recomendado por um oftalmologista, pois tinha dores nos olhos por ficar muitas horas no computador.
  • Tenha o ambiente iluminado adequadamente. A NBR ISO 8995-1 segue padrões internacionais de níveis de iluminação e aborda aspectos quantitativos e qualitativos da iluminação em diversos tipos de ambientes (GIACOBBO, 2014). Ela define que, para escritórios, bibliotecas e áreas de leitura, é preciso ter uma luminosidade de 500 lux (duas lâmpadas fluorescentes com cerca de 30 watts cada podem ser suficientes, dependendo do espaço e das cores do ambiente). Utilize lâmpadas com o Índice de Reprodução de Cores (IRC) entre 80 e 100. Esse índice representa o quão real será a cor refletida dos objetos iluminados pela lâmpada. Lâmpadas de luz clara (luz fria, branca, branca azulada e do dia) tornam o ambiente mais estimulante. Elas possuem a temperatura chamada de 6500K. Evite as lâmpadas amareladas (luz suave e quente), pois tornam o ambiente mais aconchegante para descanso. Caso possua uma luminária, não deixe que o direcionamento da luz ofusque a visão.
  • Se precisar ler e consultar muitos livros ou apostilas impressos, avalie obter um suporte para livros. É improdutivo ficar lendo e consultando enquanto precisa segurar a folha para que ela não se solte. Se não encontrar o suporte de livros em papelarias, existe para vender na internet.
  • Não estude deitado, o corpo vai relaxar demais, e se não dormir, a produtividade não flui bem. Se você estiver cansado, descanse um pouco, e depois estude. Veja mais sobre na seção deste capítulo sobre dormir bem, especialmente sobre power naps (cochilos poderosos).
  • Tenha um ambiente bem arejado, preferencialmente o ar puro. Veja mais neste capítulo na seção sobre respiração profunda.
  • Busque ter plantas verdes na sua volta. Esta ideia vem de uma pesquisa realizada pela Universidade de Queensland na Austrália, que mostra que um ambiente enriquecido com plantas verdes pode tornar os funcionários mais felizes e potencializar a produtividade em 15% (BURDON, 2014).

Postura correta

Tenha atenção constante em sua postura. Uma má postura lhe cansará mais rápido do que o normal, além de diminuir gradualmente sua produtividade. Uma boa postura gasta menos energia física e auxilia na respiração, facilitando o cérebro a ficar mais oxigenado e menos cansado. Um fato que observo em mim é que, quando estou com uma postura ruim, minha produtividade não está boa. E vice-versa também, quando estou com uma boa postura, minha produtividade está boa.

Exemplos de ambientes produtivos

Os exemplos de ambientes produtivos mais comuns são o local de trabalho e de estudos, como em um curso, pré-vestibular, universidade e em casa. Muitos outros locais podem ser produtivos, tais como bibliotecas, livrarias, parques e cafés.

Bibliotecas são excelentes ambientes de produtividade, pois são silenciosas, possuem mesas e cadeiras suficientes para leitura e estudos, além de terem livros à disposição e um toque cultural. Gosto de ir a livrarias que possuem poltronas para ler os próprios livros à venda. Parques são locais agradáveis para leitura e estudos, porém pode não ser confortável por um longo tempo, e é preciso disciplina para ter foco e não se distrair.

Ambiente produtivo em cafés

Um lugar bastante inspirador são os cafés, ou cafeterias. Normalmente, possuem acesso à internet e uma infraestrutura suficiente para estudos e trabalho, além de terem o próprio café e opções de lanches.

Uma curiosidade é que os cafés tiveram um grande papel no surgimento do Iluminismo, o movimento intelectual surgido no século XVIII na Europa, o qual defendia o uso da razão (a luz) contra o antigo regime (as trevas), buscando maior liberdade econômica e política (JOHNSON, 2010). Como os cafés auxiliaram nisso? Porque, antes da propagação do café e do chá através da cultura britânica, a água não era segura para beber nas cidades e a opção mais saudável era a cerveja, o vinho ou o gin.

O que houve foi que o café se tornou uma opção que estimulava as pessoas, fazendo com que as ficassem mais despertas, tendo mais e melhores ideias. Outro impacto que os cafés tiveram foi porque reuniam pessoas de diferentes camadas sociais e conhecimentos; muitas inovações surgiram nos cafés. Então os cafés, ou cafeterias, são ambientes produtivos ótimos para quem precisa de inspiração na sua produtividade. Veja a figura a seguir de um café inglês no século XVII.

Ilustração de um café inglês no século XVII onde muitas ideias eram discutidas. Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Coffeehouse.

Ambiente produtivo na praia

Que tal unir o útil ao agradável? No ano de 2014, eu precisava estudar para uma certificação de gerenciamento de projetos. A prova estava marcada para início de dezembro. O conteúdo era extenso, e eu precisava de um estudo muito focado. Já fazia quase dois meses que estava estudando no tempo livre, porém precisava de mais foco.

O que eu fiz foi pegar dez dias de férias do trabalho e ir para uma casa na praia, emprestada por um familiar. Fiquei nove dias seguidos estudando pela manhã, tarde e noite. Obviamente, fazia diversas pausas para descansar, cochilar, fazer lanches, olhar a natureza. Porém, conciliava os estudos com o que me era muito agradável, de estar no clima da praia. Era novembro e havia poucas pessoas, apenas alguns moradores, então eu não tinha interrupções, e mantinha o celular com a internet desligada na maior parte do tempo.

Felizmente, consegui vencer todo o conteúdo e realizar diversos exercícios. Consegui passar na prova, e ter escolhido o ambiente produtivo foi essencial para isso.